segunda-feira, 26 de março de 2007

Chaminé do Paquete Amélia de Mello


Chaminé do Paquete Amélia de Mello, da Sociedade Geral em 1967.
Funnel of the passenger liner Amélia de Mello of de portuguese Sociedade Geral, 1967.
Disponível em postal. Pormenores: contactar
(Available in postcards. contact) fernandolemosgomes@gmail.com

7 comentários:

Paulo Sempre disse...

La critica est aisée et l! aret est difficile. assim não critico a arte.
Bom blog.
Abraço
Paulo

Sailor Girl disse...

Quase poderia ser a chaminé da Sailor Girl! LOL !...

escorpiaotenhoso disse...

Sempre me fascinou o AMÉLIA DE MELLO, talvez por na época ser o único paquete português com casco branco. Os outros da Sociedade Geral não tinham propriamente o porte de paquetes...
Lembro-me dele a fazer experiências no Tejo em Abril de 1966, antes de sair para a viagem inaugural...

Manuel disse...

Quando tinha 5 anos de idade naveguei no Amélia de Mello de Lisboa até S. Vicente, em Cabo Verde.

Foi uma viagem que nunca esqueci e hoje já tenho 42 anos.

Cumprimentos,
Manuel de Sousa

Anónimo disse...

Quando tinha 6 anos naveguei para Angola no Paquete Amélia de Melo. Hoje tenho 44 e recordo com nostalgia essa viagem. Já tentei saber mais sobre esse navio e não descubro, se alguém souber dizer-me algo sobre isso, agradeço.

rdsp disse...

Sou em ex oficial deste navio. Foi o meu primeiro navio de embarque após a Escola Náutica.
Recordações...!São tantas, que tantas serão poucas para o tanto que contar!
De 1969 a 1971 nele fixei o meu primeiro posto de trabalho.
Ao que leio alguém gostaria de saber um pouco sobre "ele". Fá-lo-ei de bom agrado!

Montemontanha disse...

Tenho 57 anos e com 9 anos embarquei de Alcântara para Angola passando por Cabinda e Cabo Verde onde em Cabinda se fez uma pequena paragem para descarregar um automóvel que ia na proa para outro barco pois via-se o fundo do mar e por ser tão baixo ter sido feita essa manobra. lembro-me quando passamos a linha do Equador ter feito uma corrida de sacos. Lembro-me também que a minha mãe passou a viagem toda enjoada no camarote e por isso corri o navio de ponta a ponta era eu e mais duas irmãs.
Quero agora que estou mais adulto deixar um grande elogio a toda a tripulação do Amélia de Melo foram excelentes o meu muito obrigado a todos estejam eles onde estiverem bem ajam.